Acha que a opção Pay-at-the-Table não é para você? Repense!

Por Alan Forgione*

Há muitas áreas diferentes se movimentando dentro de um restaurante – tanto para servir uma boa comida como para oferecer um serviço diferenciado e proporcionar uma experiência positiva ao cliente. Na atual era digital, o setor de tecnologia encontrou uma maneira de simplificar muitos desses processos, melhorando as operações e a satisfação do cliente. Eles estão fazendo isso por meio de soluções Pay-at-the-Table (pagamento na mesa).

Soluções Pay-at-the-Table costumavam ser apenas isso — pagamentos. Agora, os restaurantes podem se beneficiar de sistemas totalmente integrados que incorporam serviços com foco no cliente, incluindo menus e fechamento de contas de forma instantânea, opções de pedidos, programas de fidelidade, avaliações de atendimento, pagamento e gorjetas. Eles também oferecem serviços voltados para negócios, como análise de dados, estoque e pedidos, gerenciamento de equipe e muito mais. Com todos esses recursos, existem muitas oportunidades para os restaurantes levarem essas soluções inteligentes aos seus clientes e agilizar suas operações.

Embora o Pay-at-the-Table não tenha sido a regra nos EUA até o momento, por exemplo, isso está se tornando um futuro mais realista para muitos restaurantes. Com a constante inovação no setor, a expansão de recursos não é a única coisa que mudou.

Soluções para Todas as Situações

Os restaurantes veem a implementação desses sistemas como um desafio porque temem precisar de uma grande reformulação da infraestrutura de pagamento. A boa notícia é que existe uma variedade de soluções Pay-at-the-Table que facilitam a busca do ajuste perfeito. Um restaurante que já possui um sistema instalado mas que deseja adicionar o Pay-at-the-Table como um recurso, pode aproveitar as muitas soluções disponíveis no mercado.

Enquanto isso, um restaurante que ainda não abriu pode se beneficiar mais de uma solução multifuncional existente. Com tantas opções excelentes disponíveis e novas soluções surgindo, os restaurantes podem se beneficiar do Pay-at-the-Table, independentemente da sua situação. E mesmo que a integração pareça assustadora, há muitas parcerias no mercado voltadas a deixar o processo mais simples.

Conformidade com os Padrões de Tecnologia de Chip EMV

A segurança é sempre uma preocupação, especialmente para transações de pagamento. Com os EUA usando agora principalmente a tecnologia de chip EMV para proteção contra fraudes com cartões falsificados, muitos restaurantes estão procurando uma maneira de aceitar cartões com chip em seu ambiente único. O Pay-at-the-Table permite que eles façam isso, dando ao cliente mais controle, pois assim eles nunca perdem de vista seu cartão. À medida que mais soluções compatíveis com EMV forem lançadas no mercado, esse será um grande argumento de venda para essa tecnologia. E, como bônus, muitas dessas soluções mais recentes estão equipadas para aceitar todos os principais métodos de pagamento — incluindo pagamentos móveis e sem contato (como o Apple Pay e o Google Pay). Isso dá aos clientes do restaurante mais opções de pagamento e, portanto, uma melhor experiência geral.

Uma Gama Completa de Benefícios de Back-End

Com os novos recursos do Pay-at-the-Table, há muitos benefícios que os restaurantes ainda não perceberam:

  • É um diferencial. A experiência aprimorada pode ser um atrativo para os clientes, tornando os restaurantes mais inovadores uma melhor opção de escolha.
  • Análise de dados. Os restaurantes podem usar os dados coletados pelo sistema Pay-at-the-Table para avaliar as operações com base nos pratos mais populares, períodos de maior movimento, tempo médio de rotatividade das mesas, estoque, pedidos e muito mais.
  • Atualizações em tempo real pela nuvem. Isso permite que os restaurantes mantenham o menu atualizado. Por exemplo, se a cozinha ficar sem um ingrediente, o gerente do restaurante pode tirar opções do cardápio em tempo real.
  • Novas eficiências. Os garçons não precisam gastar tempo levando cartões de crédito para lá e para cá, liberando-os para se concentrarem na entrega de um serviço diferenciado para o cliente – e também aumentando a rotatividade da mesas.
  • Maior oportunidade de lucro. Com as mesas liberadas mais cedo, os restaurantes podem servir mais clientes. (Veja esta calculadora de ROI para entender o tamanho do impacto que isso pode ter).

O Pay-at-the-Table evoluiu de ser uma forma de aceitar pagamentos para uma experiência completa, tanto para o cliente do restaurante como para o próprio negócio.

* Alan Forgione é Diretor de Vendas da Ingenico nos EUA